Definindo conceitos crónicos

"Le Corbeau", por Édouard Manet.
“Le Corbeau”, por Édouard Manet

A definição de crónica provém do Latim chronica e do Grego khroniká. Sugere uma narrativa cronologicamente organizada de factos, embora também se aplique a um texto de estilo jornalístico com cunha pessoal. A liberdade de opinião também é um pressuposto, mas o conceito mais comum é o de narração curta, para imprensa, seja revista ou jornal. Segundo o que reza a história, foi em 1799 que a publicação parisiense Journal des Débats imprimiu a primeira.

Outras definições atribuem-lhe a função de narrar a vida de um rei, ou mesmo uma biografia injuriosa. Apesar de poder ser dissertativa, poética, descritiva, narrativa, lírica, humorística, jornalística ou histórica, a crónica do cronicista vai ser uma mescla, com uma pitada de cada ingrediente, indefinível pelos padrões atuais. No entanto, a ofensa não fará parte do tom eleito, a política não será tema de preferência e os defeitos apontados não aparecerão confortavelmente.

Anúncios

Deixe o seu testemunho

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s